quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Mortos.

Eu preferiria um milhão de vezes sentir raiva, do que magoa. A raiva passa, por mais que ela seja intensa, ela passa, sempre passa. A magoa, por menor que seja, nunca vai embora, ela sempre estará com você, para te lembrar de momentos que você não gostaria de lembrar. E quando se é magoado ao ponto de não encontrar consolo nem nas lágrimas? O que a gente faz, quando percebe que nunca vai voltar, que é impossível voltar? Algumas pessoas são tão boas em esconder, em fingir estar bem. E quando você não consegue fingir? Quando simplesmente fica estampado na sua testa que você está um caco? São tantas perguntas, e tão poucas respostas. A minha unica certeza, é que a magoa é eterna, porque sei que o que eu estou sentindo nunca vai passar. Porque é tarde demais, já era para ter passado, e não passou. Sabe quando você é magoado e depois pensa que está bem, que já passou. Aí você lembra de tudo e chora de novo, e descobre que não acabou, que nunca vai acabar? É isso que eu sinto, e é isso que me dá a certeza de que nada é como a gente espera, como a gente quer. Porque o que eu realmente queria que nunca acabasse, acabou. E o que eu queria que nunca tivesse começado, não só começou, como será para sempre. Eu estou morta. E já faz algum tempo que morri. Basta saber se haverá ressurreição, ou pelo menos, reencarnação. Você é quem me dará a resposta, minha vida está nas suas mãos. Ou talvez eu fique sem resposta e só receba o seu silêncio, se isso acontecer, não vou ficar surpresa, porque mortos são capazes de se surpreender. Apenas abaixarei a cabeça, e farei uma coisa que já estou tão acostumada a fazer, que é mais fácil do que respirar: chorar. Mas não chorarei lágrimas de sangue, porque mortos também não são capazes de sangrar, mortos só amam. Amam tanto, que morreram, por não aguentar o amor.


Tumblr_l66ezxjwoz1qbkdtzo1_500_large


@twotwok_


3 comentários:

  1. a mágoa e algo muito profundo, em todos os sentidos, talvez seja a que mais doa e aquela que nuca desapareça.
    Lindo texto nat *-*

    bejs :)

    ResponderExcluir
  2. Eu simplismente adorei o texto, ja senti muita raiva mas tão poucas maguas são as que a vida carrega até a morte! lindo! to seguindo o blog!

    ResponderExcluir
  3. Tenho mágoas, parecem eternas...

    ResponderExcluir